Batismo

batismoO Mormonismo realça a importância do batismo. A quarta Regra de Fé, escrita por Joseph Smith, declara que os Mórmons “acreditam que os primeiros princípios e ordenanças do Evangelho são: primeiro, Fé no Senhor JesusCristo; segundo, Arrependimento; terceiro, Batismo por imersão para a remissão de pecados; quarto, Imposição de mãos para o Dom do Espírito Santo”.A Igreja Mórmon pratica o batismo por imersão completa em água. Ele é o símbolo de uma morte e enterro da pessoa carnal, e um renascimento da pessoa como discípulo de Jesus Cristo e membro da Sua Igreja.

Como muitos cristãos, os mórmons acreditam que uma pessoa que se arrepender e for batizada tem todos os seus pecados prévios perdoados. Ele ou ela é totalmente  limpo e considera o batismo como o começo de uma nova vida.

O batismo também é o ato de se fazer uma promessa ao Senhor. No batismo, os mórmons fazem um convênio, ou promessa, em duas direções, com o Senhor de que eles tomarão sobre si o nome de Cristo, lembrar Dele, e guardar Seus mandamentos. Em retorno, o Senhor promete abençoar aqueles membros batizados fiéis com a companhia do Espírito do Senhor, ou Espírito Santo.

Depois do batismo, os Mórmons recebem o dom do Espírito Santo. Não como o poder ocasional do Espírito Santo, sentido, por exemplo, pelas pessoas quando elas sinceramente investigam a Igreja, o dom do Espírito Santo é mais permanente. Como Joseph Smith escreveu na quarta Regra de Fé, é escrito que um homem recebe o Espírito Santo por imposição de mãos. É por este meio que os homens têm o poder do sacerdócio, quando pela imposição das mãos sobre a cabeça da pessoa que está recebendo a ordenança, podem-na abençoar, e um homem pronunciará uma benção especial para conceder o dom do Espírito Santo. A pessoa depois tem a companhia ininterrupta do Espírito de Deus para dirigi-la, adverti-la, e confortá-la. Se a pessoa peca, o Espírito Santo se afasta dela. Mas quando a pessoa se arrepende e se esforça por ser justa, digna e receptiva, o Espírito Santo pode fornecer grandes bênçãos de entendimento, proteção e paz.

Na Igreja Mórmon, o batismo nunca é executado antes de uma  pessoa completar a idade de oito anos. Esta idade foi estabelecida em revelação nos dias modernos (ver Doutrina e Convênio 68:27) com essa idade as crianças tornam-se responsável pelos seus pecados, o que quer dizer que já são capazes de discernir entre certo e errado e  que têm responsabilidade pessoal por sua conduta. Paraqueles de idade suficiente que não sejam capazes de discernir entre o certo e o errado  (por causa de uma condição tal como dano mental severo, por exemplo) não há nenhuma responsabilidade pelos pecados e, portanto, não é necessário que sejam batizados. Tais são vistos como salvos pela Expiação de Cristo, como são todos os bebês e crianças que morrem antes de oito anos. Tendo este conhecimento que o Livro de Mórmon especificamente proíbe a prática de batismo infantil, mantendo que é “zombaria solene diante de Deus”. (ver Moroni 8:4-23).

Embora Jesus fosse perfeito, o Livro de Mórmon ensina que Ele foi batizado para mostrar que “ele se humilhou antes do Pai, e testemunhou ao Pai que ele seria obediente a Ele em manter seus mandamentos” (2 Néfi 31:7). As crianças pequenas não são capazes de fazer tal compromisso, e por isso não têm nenhuma necessidade de batismo”.

O batismo somente é reconhecido como válido quando é executado por alguém que possui a autoridade adequada do sacerdócio, no ofício de Sacerdote no Sacerdócio Aarônico ou um ofício maior. A reivindicação do Mormonismo para ser o Evangelho verdadeiro de Jesus Cristo é mantida principalmente por autoridade divinamente dada (o sacerdócio) e revelação continuada.

Semelhante às crenças de muitas denominações Cristãs, os mórmons acreditam que esse batismo é um requisito apara se entrar no reino de Deus. Esta crença apresenta um problema, no entanto, para os milhões das pessoas que viveram e morreram sem a oportunidade de jamais ouvir sobre Jesus Cristo, ainda sem a possibilidade de serem batizadas. Por esta razão, os mórmons acreditam na ordenança de executar batismos em favor desses que morreram. Este trabalho é feito somente em templos Mórmons e é executado por alguém agindo como um procurador de uma pessoa  já falecida. Os mórmons acreditam que esta ordenança, o batismo para os parentes mortos, é somente de valor ao morto quando a pessoa aceita o trabalho feito em seu favor. Se a ordenança de fato é aceita, a pessoa será capaz de entrar no reino de Deus, assim como se ele ou ela tivesse tido a oportunidade de ser ensinado e ser batizado enquanto vivia na Terra.

Os mórmons acreditam que mesmo depois de batismo os membros ainda cometerão erros. No partilhar do sacramento semanalmente, os mórmons têm a oportunidade de renovar as promessas feitas ao Senhor no batismo. Isto inclui a possibilidade de iniciar uma semana sentindo-se totalmente perdoadose perfeitamente limpos de todos os pecados da semana prévia. Os mórmons acreditam que o sentimento de pureza na semana pode motivar para evitar o pecado.

Os sacerdotes na Igreja Mórmon não possuem somente a autoridade de batizar indivíduos para a remissão de pecados, mas também a autoridade de abençoar o sacramento, já que abençoar é, em essência, uma manutenção semanal da remissão de pecados.
As bênçãos do batismo oferecem aos indivíduos a esperança através da Expiação e infinito amor do Salvador Jesus Cristo.

Copyright © 2016 Igreja de Jesus Cristo. Todos os direitos reservados.
Esta página web não pertence nem é afiliada a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (algumas vezes também chamada de Igreja Mórmon ou Igreja SUD). Os pontos de vista expressos pelos usuários são de responsabilidade dos mesmos e não representam necessariamente a posição da Igreja. Para acessar os sites oficiais da Igreja visite: LDS.org ou Mormon.org.

Pin It on Pinterest