Visão Geral

A Igreja de Cristo (nome original da Igreja Mórmon) foi organizada por seis membros organizadores em Fayette, Nova York, no dia 06 de abril de 1830 (o nome completo, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, foi dado por revelação em 1838). A maioria destes primeiros membros era formada por membros da família do profeta Joseph Smith e seus amigos. Mas a Igreja cresceu rapidamente e a perseguição juntamente com ela. Uma vez que esse crescimento foi grande principalmente em Kirtland, Ohio, a Igreja se mudou para lá. A igreja mudou depois disso várias outras vezes – para o oeste do Missouri, para Illinois, e finalmente, para Utah, que na época não era parte dos Estados Unidos.

Todas as tentativas de expulsar ou de desapropriar os Santos daquela região falharam e a perseguição terminou oficialmente no final do século dezenove. Isso permitiu que a Igreja Mórmon ficasse livre para crescer em número de membros e em prosperidade, como tem feito. A religião Mórmon cresceu muito além da sua sede e se tornou uma igreja internacional. A maior parte dos membros da Igreja Mórmon hoje vive fora dos Estados Unidos.

<span style=”font-family: “Times New Roman”, Times, serif”>Bossque Sagrado

Abaixo está o resumo da História Mórmon de 1820 até os dias atuais. Os links vão para as páginas mais detalhadas com cada período relacionado abaixo.

Uma Visão Geral da História Mórmon

Período de Nova York

Joseph Smith Jr. tem a Primeira Visão – Deu o Pai e Jesus Cristo apareceram para o jovem Joseph Smith. Mais tarde, o anjo Morôni apareceu para ele e lhe deu as placas de ouro. Ele traduz o Livro de Mórmon destas placas, o publica, e organiza a Igreja de Jesus Cristo (Igreja Mórmon). Os missionários saem quase imediatamente para converter e têm muito sucesso. A perseguição aumenta quase tão imediatamente quanto o início da obra missionária.

Período de Ohio

Kirtland, Ohio se torna o principal local de reunião para os Mórmons. Joseph Smith recebe muitas revelações. Outros Mórmons se mudam para o Missouri na esperança de construir Sião. Kirtland, Ohio é o primeiro lugar a ter um templo Mórmon. Joseph Smith traduz o Livro de Abraão. O livro Doutrina e Convênios é publicado. Os missionários visitam o Canadá e Inglaterra. Joseph Smith estabelece o Quorum dos Doze Apóstolos. O Acampamento de Sião é organizado e enviado para ajudar os Mórmons perseguidos do Missouri. A Igreja se muda para o Missouri em 1838.

Período do Missouri

Os Mórmons se assentam primeiramente no Condado de Jackson, Missouri, em 1831. Eles são expulsos do condado por turbas em 1833. O Condado de Clay é ocupado temporariamente pelos Mórmons, que se mudaram mais permanentemente para os condados de Davies e Caldwell em 1836. Mas esses condados também se transformam em alvos dos ataques das turbas. Alguns Mórmons lutam contra as turbas. Foi formada uma organização fraternal pelos Santos dos Últimos Dias em 1838, chamados de Danites. Durante o seu curto período formal de existência no Missouri, os Danites funcionavam como um grupo de vigilantes e tinham um papel central nos combates Mórmons contra as turbas. Quando o restante da Igreja se muda para o Missouri os conflitos aumentam. Joseph Smith e outros são presos e jogados na cadeia por vários meses sem um julgamento. A Ordem de Extermínio expulsa os Mórmons do Missouri. Dezenas de Mórmons são massacrados no Moinho de Haun, outros são queimados em suas casas. Brigham Young lidera a fuga dos Mórmons para Illinois.

Nauvoo e o Martírio

Os Mórmons fundam uma cidade em Illinois chamada Nauvoo. Dentro de pouco tempo ela se torna quase tão grande quanto a cidade de Chicago, a maior cidade de Illinois. Os missionários Mórmons pregam em toda a Europa, com um sucesso particular na Inglaterra e Escandinávia. Começa a construção do Templo de Nauvoo. A perseguição, entretanto, não cessa e Joseph Smith tem que se esconder dos inimigos da Igreja com freqüência. Joseph Smith recebe revelações sobre o casamento plural, batismo para os mortos, casamento eterno, e o plano de salvação. Joseph Smith e seu irmão Hyrum Smith são assassinados em junho de 1844. Os Doze Apóstolos lideram a Igreja. O templo de Nauvoo é terminado em 1846, mas os Mórmons são expulsos naquele mesmo ano.

Migração para o Oeste

Os Mórmons se espalham por todo o estado de Iowa até a Trilha Mórmon ser estabelecida. O Batalhão Mórmon participa da Guerra Mexicana pelo governo americano. Exploração na Califórnia. Cidades são estabelecidas pelos pioneiros Mórmons em Utah, Nevada, Colorado, Wyoming, Arizona e Idaho, bem como os estados do norte do México e do sul do Canadá. Nesse período a Igreja Mórmon goza de dez anos de paz. Brigham Young é apoiado como Presidente da Igreja nesse período.

A Guerra de Utah

Antigos líderes políticos de Utah induzem o Presidente dos Estados Unidos James Buchanan, através de mentiras e pressões políticas, a enviar o Exército de Johnston para Utah para suprimir uma rebelião inexistente. Brigham Young é destituído do cargo de governador de Utah, mas não é avisado disto. Os Mórmons, não querendo ser expulsos novamente, atormentam o Exército de Johnston queimando grama e assustando os cavalos. O exército finalmente conclui que não existe rebelião alguma e estabelecem a paz. Infelizmente, o medo provocado pela idéia de invasão fez com que alguns Mórmons massacrassem os colonizadores rumo a Califórnia – esse triste evento é conhecido como O Massacre do Monte Meadow.

Perseguição Pós Guerra Civil

Durante a Guerra Civil, os Mórmons foram novamente deixados em paz. Os missionários Mórmons trabalham continuamente em todo o mundo – no México e América do Sul e em partes da Ásia e da Europa. Depois da Guerra Civil, o Congresso Americano institui várias leis que tornam a poligamia ilegal. Milhares de Mórmons são presos e outros são proibidos de votar, ou de ter cargos públicos ou até mesmo de possuir propriedades. São feitos juramentos de lealdade para que os Mórmons ficassem desempregados. Os líderes da Igreja se escondem e muitos Mórmons fogem para o México e para o Canadá. Depois que um profeta e presidente da Igreja Mórmon, Wilford Woodruff, recebe revelações do Senhor, cessa a prática da poligamia. Mais tarde, o Presidente americano Grover Cleveland perdoa todos os poligamistas. Durante esse período, milhares de Mórmons Europeus vêem para Utah.

Estabilidade e Crescimento

As próximas décadas foram marcadas por um período de paz na história do Mormonismo. A Igreja Mórmon começa a se tornar próspera novamente, embora ainda levara algum tempo para pagar todos os débitos contraídos pela perseguição. Algumas partes dessa perseguição ainda existem hoje em dia. Reed Smoot, um apóstolo Mórmon, precisa brigar por dois anos para conseguir tomar posse no Senado dos Estados Unidos mesmo depois de eleito. Presidente Joseph F. Smith recebe uma importante revelação sobre a salvação dos mortos. A Igreja celebra seu centenário e começa a comprar locais históricos da Igreja. Durante a Grande Depressão, a Igreja criou o sistema de Bem-Estar da Igreja para ajudar os membros. Os Mórmons de fora dos Estados Unidos param de se mudar para Utah – a maioria fica onde estão. O trabalho missionário na América do Sul e nas ilhas do Pacifico trazem milhares de membros para a Igreja e os templos Mórmons são construídos no Canadá, Europa, Nova Zelândia e Havaí. Os Mórmons se encontram dos dois lados do conflito da Segunda Guerra Mundial e muitos ficam presos atrás do Muro de Berlin depois da guerra.

Crescimento Internacional

Após a Segunda Guerra Mundial, a Igreja Mórmon começou a crescer exponencialmente. Os templos crescem junto com esse crescimento. Até mesmo um templo foi construído na Alemanha Ocidental, enquanto estava sobre comando soviético. Presidente David O. Mckay se torna o Presidente Mórmon que mais viajou pelo mundo até aquela data. Os programas Mórmon de serviço humanitário e de bem-estar se expandem e a Igreja provê ajuda valiosa para a reconstrução da Europa e do Japão. Centros de Treinamento Missionário são estabelecidos para ajudar os missionários a aprender as muitas e crescentes línguas dos países em que a Igreja estava se estabelecendo. Presidente David O. Mckay encoraja todos os membros a serem missionários e o Senhor revela para um de seus sucessores, Presidente Spencer W. Kimball, que todos os membros do sexo masculino devem servir como missionários. O número na força missionária da Igreja aumenta para mais de 50.000 missionários. Esse crescimento faz com que seja necessário organizar o governo da Igreja e os programas da Igreja através de programas de correlação. O crescimento da Igreja no Brasil e na África faz com que o profeta Mórmon Spencer W. Kimball orar sobre o Sacerdócio para os membros negros. Em 1978, ele recebe uma revelação que todo membro do sexo masculino digno poderia receber o sacerdócio. A Igreja Mórmon cresce exponencialmente no Brasil e na África. Nos anos 80 o foco da Igreja na tradução do Livro de Mórmon em dezenas de idiomas e os Mórmons aceitam o chamado de “inundar a terra” com ele.

Desenvolvimento Atual

Desde o início dos anos 90, a Igreja Mórmon ultrapassou o número de 12.000.000 de membros em todo o mundo. A maior parte desse crescimento acontece na América do Sul e África, bem como nos países da antiga União Soviética, especialmente na Rússia. Existem atualmente mais Mórmons morando fora dos Estados Unidos do que nele. Centenas de novas capelas precisam ser construídas todo o ano. Gordon B. Hinckley se torna presidente da Igreja em 1995. Ele supera o Presidente David O. Mckay como o profeta Mórmon que mais viajou por outros países. A Família: Proclamação ao Mundo, sobre o papel e natureza da família e seu desarranjo moderno, e o Cristo Vivo, sobre a missão de Jesus Cristo, são publicados. Presidente Gordon B. Hinckley recebe uma revelação que mais templos devem ser construídos. No ano 2007 mais de 120 templos Mórmons estão em operação em todo o mundo, espalhados desde a China até a América do Sul e da Europa até a África. O templo de Nauvoo, destruído por incendiários em 1846 é reconstruído. Os Mórmons também celebram o bicentenário do nascimento de Joseph Smith em 2005.

O Massacre do Monte Meadows

No dia 11 de setembro de 1857 um grupo de imigrantes que conduziam gado para a Califórnia foram emboscados e mortos, incidente esse conhecido atualmente como o Massacre do Monte Meadows. Muitos detratores da Igreja exploram esse fato, por si só cruel e trágico, para difamar a Igreja. O objetivo desse artigo não é defender as pessoas que fizeram tamanha crueldade, mas sim para dar um contexto histórico melhor e para acabar com as falsas acusações.

Voce pode deixar um resposta, ou acompanhar do nosso site.

Uma resposta para “História”

  1. rhanna Diz:

    tenho meu testemunho formado sobre todas essas coisas e tenho orgulho de petencer a essa IGREJA EU <3 SER SUD

Deixe uma Resposta