Salvador

O Guia de Estudo das Escrituras de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias diz que um salvador é “alguém que salva”. Os Mórmons acreditam que Jesus Cristo, através de seu sacrifício, ofereceu redenção e salvação para toda a humanidade.

Cristo é nosso resgatador e salvador porque Ele salvou nosso corpo da morte física e tem nos mostrado o caminho para salvar nossas almas da morte espiritual.

http://www.youtube.com/watch?v=dxlVp1GAotM

Ressurreição, ou vida imortal com um corpo de carne e osso, é um dom dado para todos como o resultado do sacrifício e ressurreição de Cristo.

A morte espiritual é ser afastado da presença de Deus. Cristo também nos salvou desse destino através de seu sacrifício expiatório. Ele sofreu por nossos pecados para que pudéssemos nos arrepender e voltar a viver com Deus. Cristo é a única pessoa através do qual nós podemos ser salvos tanto da morte física quanto da morte espiritual. O papel de Cristo como nosso Salvador foi dado a Ele antes que o mundo fosse criado.

Em sua proclamação intitulada “O Cristo Vivo”, a Primeira Presidência da Igreja deu este testemunho da missão do Salvador:

“… oferecemos nosso testemunho da realidade de Sua vida incomparável e o infinito poder de Seu grande sacrifício expiatório. Ninguém mais exerceu uma influência tão profunda sobre todos os que já viveram e ainda viverão sobre a face da Terra.

Ele foi o Grande Jeová do Velho Testamento e o Messias do Novo Testamento. Sob a direção de Seu Pai, Ele foi o criador da Terra. “Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez” (João 1:3). Embora jamais tivesse cometido pecado, Ele foi batizado para cumprir toda a justiça. Ele “andou fazendo bem” (Atos 10:38), mas foi desprezado por isso. Seu evangelho era uma mensagem de paz e boa vontade. Ele pediu a todos que seguissem Seu exemplo. Ele caminhou pelas estradas da Palestina, curando os enfermos, fazendo com que os cegos vissem e levantando os mortos. Ele ensinou as verdades da eternidade, a realidade de nossa existência pré-mortal, o propósito de nossa vida na Terra e o potencial que os filhos e filhas de Deus têm em relação à vida futura.

Ele instituiu o sacramento como lembrança de Seu grande sacrifício expiatório. Foi preso e condenado por falsas acusações, para satisfazer uma multidão enfurecida, e sentenciado a morrer na cruz do Calvário. Ele deu Sua vida para expiar os pecados de toda a humanidade. Seu sacrifício foi uma grandiosa dádiva vicária em favor de todos os que viveriam sobre a face da Terra.

Prestamos solene testemunho de que Sua vida, que é o ponto central de toda a história humana, não começou em Belém nem se encerrou no Calvário. Ele foi o Primogênito do Pai, o Filho Unigênito na carne, o Redentor do mundo.

Ele levantou-Se do sepulcro para ser “feito as primícias dos que dormem” (I Coríntios 15:20). Como o Senhor Ressuscitado, Ele visitou aqueles que havia amado em vida. Ele também ministrou a Suas “outras ovelhas” (João 10:16) na antiga América. No mundo moderno, Ele e seu Pai apareceram ao menino Joseph Smith, dando início à prometida “dispensação da plenitude dos tempos” (Efésios 1:10)”. (Leia todo o testemunho).

Copyright © 2016 Igreja de Jesus Cristo. Todos os direitos reservados.
Esta página web não pertence nem é afiliada a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (algumas vezes também chamada de Igreja Mórmon ou Igreja SUD). Os pontos de vista expressos pelos usuários são de responsabilidade dos mesmos e não representam necessariamente a posição da Igreja. Para acessar os sites oficiais da Igreja visite: LDS.org ou Mormon.org.

Pin It on Pinterest