Templo Mórmons – Visão Geral

Uma das missões chaves da Igreja Mórmon é ajudar a “aperfeiçoar os Santos”. Em outras palavras, a meta da Igreja é ajudar os membros (também chamados de Santos) a ser o melhor que eles podem ser. A Igreja faz isso ajudando os membros em suas dificuldades a seguir o exemplo perfeito deixado por Jesus Cristo.

Então, como os templos Mórmons ajudam a cumprir essa missão? Existem duas repostas importantes: provendo um lugar santo onde podem se desligar das coisas do mundo e através de ordenanças sagradas.

Saiba mais sobre os Templos do Brasil:

Um lugar de refúgio do mundo

Os templos Mórmons são locais designados para ser “um local de refúgio do mundo”, criando uma atmosfera onde o Espírito de Deus pode ter grande influência. É permitido àqueles membros da Igreja Mórmon que mantêm os mínimos padrões de conduta que a Igreja requer e têm uma grande fé em Jesus Cristo entrar no templo. Isso é feito à semelhança dos templos antigos, onde somente aqueles que passavam por um processo de purificação eram permitidos entrar nas dependências do templo. Como nos tempos antigos, aqueles que haviam se preparados para entrar no templo – aqueles que viviam o mínimo dos padrões requeridos – podiam entrar e receber as bênçãos ali disponíveis. Esse conceito foi citado com bastante clareza pelo Presidente James E. Faust, um membro da Primeira Presidência da Igreja:

“Nosso dias de vida serão muitíssimo abençoados se freqüentarmos o templo para aprender os laços transcedentes que temos com a Deidade. Precisamos nos esforçar para nos encontrarmos em lugares santos” (James E. Faust, Permanecer em Lugares Santos, A Liahona, maio 2005, pg 62).

Para aqueles que estão preparados, o templo é um “local santo” onde o Espírito do Senhor pode habitar livremente. Desta forma os templos Mórmons servem como um tipo de santuário para aqueles que o freqüentam, provendo um local que é santo e que tem sido designado como a Casa do Senhor. Eles são locais para oração, ponderação, reflexão e revelação.

Um local para Ordenanças Sagradas

 A segunda maneira pela qual o templo ajuda a aperfeiçoar os Santos é através de ordenanças sagradas especiais, que pode somente ser realizados dentro dos templos. Ordenanças são cerimônias ou ritos sagrados realizados de forma a significar convênios feitos entre o membro e Deus.

Uma ordenança do templo bastante comum no período do Velho Testamento era o sacrifício de animais para Deus. O sacrifício de animais em si não fazia nada para as pessoas, mas era um lembrete simbólico do sacrifício que seria feito um dia pelo Senhor Jesus Cristo. Embora a necessidade de sacrifícios de animais tenha cessado com a morte e ressurreição do Sacrifício Eterno, Jesus Cristo, o Novo Testamento indica que as ordenanças e convênios que eles representavam não cessaram. Mateus 26:26-28 nos dá o seguinte relato:

“E, quando comiam, Jesus tomou o pão, e abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomais, comei, isto é o meu corpo. E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei deles todos; Porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados”. Os apóstolos comeram pão e beberam vinho que eram o simbolismo do sacrifício o qual Cristo estava para fazer por eles. Esse mesmo ritual, ou ordenança, é praticada por muitos Cristãos hoje em dia. Essa ordenança tem vários nomes diferentes, tais como Eucaristia, a Ceia do Senhor, ou (na Igreja Mórmon) o Sacramento, mas é essencialmente a mesma ordenança instituída no período do Novo Testamento.

As ordenanças não somente nos relembram de eventos, mas adicionalmente, são sinais de convênios feitos com o Senhor. Um convênio é uma promessa entre duas pessoas. Quando somos batizados nos fazemos um convênio com o Senhor que nos esforçaremos para seguir o exemplo de Cristo e arrepender de nossos pecados. Em retorno, o Senhor promete que se mantivermos nossa parte no convênio, Ele nos perdoará quando viermos a Ele com os nossos erros, com um coração sincero e com real desejo de mudar nossas vidas.

Dentro do templo existem duas ordenanças primárias realizadas pelos membros da Igreja Mórmon. A primeira dessas ordenanças é conhecida como Endowment ou Investidura, e a segunda como Ordenança Seladora, que é a chave para o casamento celestial. A primeira ordenança é destinada para o individuo, e a segunda é destinada para criar famílias eternas. Essas ordenanças são muito sagradas e santas, então os Mórmons fiéis não discutem sobre seus detalhes fora do templo, mesmo uns com os outros.

Ordenança para Outros

Os templos não somente provêem ordenanças para aqueles que estão vivos, mas as ordenanças do templo também podem ser feitas em favor daqueles que faleceram. Os Mórmons acreditam que as ordenanças terrenas precisam ser realizadas, mesmo para aqueles que não mais podem realizar as ordenanças por si mesmos. Existem bilhões de pessoas que viveram nesta terra sem mesmo ouvir o nome de Jesus Cristo, ou que veio a entender o sacrifício que Ele fez por eles. Deus seria justo de mandar todos eles para o inferno por não acreditarem em alguma coisa que eles nem mesmo chegaram a ouvir?

Todas as ordenanças oferecidas no templo para os membros vivos da Igreja Mórmon também são realizados através de procuração para aquelas pessoas que já faleceram. Casamento no templo, selamentos e endowments ou investidura são realizados por alguém que simbolicamente representa a pessoa falecida. O batismo também é realizado por procuração para essas pessoas que faleceram.

Porque não temos como saber quem irá ou não aceitar o evangelho de Jesus Cristo, as ordenanças no templo são realizadas para todos que já faleceram. Para ter um membro da família que já faleceu batizado por procuração não quer dizer que a pessoa falecida aceitou ou que irá aceitar o “batismo Mórmon”. Muito pelo contrário, isso meramente significa que dá à pessoa a oportunidade de aceitar ou rejeitar as ordenanças como eles quiserem.

Discursos de Autoridades e Líderes da Igreja sobre os Templos Mórmons:

O Templo Diz Respeito à Família – Élder Richard H. Winkel

Preparação Pessoal para as Bençãos do Templo – Élder Russell M. Nelson

Receber as bençãos do Templo – Élder Richard G. Scott

Preparar Nossa Família para o Templo – Carol B. Thomas

Templos Pequenos, Grandes Bençãos – Élder David E. Sorensen

Novos Templos Irão Proporcionar as " Mais Altas Bençãos" do Evangelho – Presidente Gordon B. Hinckey.

 

Voce pode pular para o fim e responder. Atualmente não é permitido fazer ping.

Deixe uma Resposta